domingo, 9 de novembro de 2014

Pequeno Estudo Filosófico Sobre a Origem e o Destino das Coisas


Nosso Universo é composto de energia.
Essa energia, uma vez acumulada, forma a matéria e a antimatéria conhecidas.
A matéria, forjada por reações nucleares ao longo das eras no interior das estrelas, forma todos os átomos de todas as coisas.
E os agrupamentos desses átomos formam as moléculas de tudo o que você conhece.
Seja a água, um livro, uma maçã, um cachorro, eu ou você !
O que é a água, senão o agrupamento de átomos de Hidrogênio e Oxigênio com uma determinada organização em particular ?
O que é um ser vivo, senão o agrupamento de moléculas de materiais diferentes regidos em forma e funções pela molécula de DNA ?
O que é você, senão uma macromolécula orgânica, personalizada com memórias, sentimentos, e reflexões próprias, causados por uma longa cadeia de eventos que iniciou-se com sua concepção ?
Dá muito o que pensar...
Mas o que eram essas coisas antes de existirem ?
O que seria um cachorro, num Universo onde os cães ainda não tivessem surgido ?
Ou um livro, antes que algum livro tivesse sido escrito ?
Seriam probabilidades !
Todas as coisas possíveis e impossíveis são probabilidades.
Apenas as coisas possíveis em nosso Universo, aquelas que não transgridam as leis naturais, podem, em algum momento, deixar de serem apenas probabilidades para se tornarem fatos, coisas existentes.
E, um dia, quando a entropia do Universo tornar a coisa existente incompatível com a própria existência, ela se torna novamente apenas uma probabilidade dentro de um Universo de infinitas probabilidades.
Se isso estiver correto, as consequências são fantásticas !
Nada é realmente destruído !
Todas as coisas existentes, incluindo você, são probabilidades possíveis, chamadas à existência por uma cadeia de eventos extraordinariamente complexa, que se originou com o nosso Universo.
E, por mais incrível que possa parecer, tudo o que existe hoje pode existir em vários lugares ao mesmo tempo ou em tempos diferentes.
E se existirem outros Universos ?
Então o resultado será o mesmo.
As probabilidades possíveis nestes Universos podem um dia se tornar fatos.
Se forem Universos com leis naturais diferentes do nosso, as coisas existentes lá serão impossíveis aqui, e vice-versa.
Mas se tiverem leis naturais iguais às nossas, tudo o que existe aqui também pode existir lá.
Talvez seja o destino das coisas, tal qual a luz efêmera dos vaga-lumes, serem criadas, retiradas portanto do Universo das probabilidades, para a existência, onde permanecem por algum tempo,
para mais tarde retornarem ao estágio inicial.
Tornam-se novamente probabilidades,
aguardando a oportunidade de existir...

São Gonçalo, 09/11/2014

Marcelo Marchi Negreira

Nenhum comentário: